Testes de Gravidez: Sangue x Urina

Ambos os testes medem o nível de hCG, entenda suas diferenças.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

Os testes de gravidez são métodos de se determinar se uma mulher está ou não está grávida com base nos seus níveis hormonais. No caso dos testes de farmácia, que utilizam a urina, e o no exame de sangue, estima-se a concentração do hormônio hCG para indicar uma possível gravidez. O que faz desses dois métodos testes é o fato de serem realizados externamente, sem uma ultrassonografia ou outro exame mais detalhado que comprove a presença do embrião em desenvolvimento.

exame de sangue

Apesar de não serem tão detalhados, ambos são essenciais para se determinar um gravidez logo no inicio dos seus sintomas e assim dar início ao pré-natal o mais rápido possível, principalmente em casos de gravidez não planejada, pois sem um tratamento a prazo que já trate o corpo da mãe para a gravidez é preciso começar a cuidar, para evitar complicações durante a mesma, logo após iniciada.

Porque os Testes Medem o Hormônio HCG?

Voltando ao funcionamento dos testes, ambos detectam os níveis de hCG, a Gonadotrofina Coriônica Humana, hormônio que é produzido pela placenta quando a mulher engravida. No início da gravidez há uma explosão de produção desse hormônio no corpo da mulher, pois ele será utilizado para o organismo fazer a manutenção do corpo lúteo, parte do ovário de onde saiu o óvulo e que é responsável pela estimulação da produção e equilíbrio dos hormônios progesterona e estrógeno que terão papel vital no primeiro semestre de gravidez, inibindo a menstruação e ovulação. Como o hCG é o único hormônio exclusivo da gravidez a opção por analisar os seus níveis, que ficam muito altos na urina e no sangue de uma gestante no primeiro trimestre, é segura e garante aos testes quase 100% de precisão.

exame de urina

Diferenças Entre os Métodos

Os testes de gravidez de urina, conhecidos como testes de farmácia, são costumeiramente utilizados apenas para determinar a gravidez num primeiro momento, quase sempre a gestante vai a procura de um médico para a realização do exame de sangue antes de confirmar a gestação. Apesar do que se acredita, os testes de farmácia também são muito eficientes, além de práticos e baratos.

Os testes de farmácia são menos sensíveis, pois a quantidade de urina no sangue é muito maior que na urina. Por isso, um exame de sangue pode indicar uma gravidez em menos de uma semana, enquanto um teste de farmácia, em geral, precisa de 2 semanas após a concepção. Em poucos casos se verificam testes de farmácia tão sensíveis que podem detectar a gestação em 7 dias.

No entanto, a principal diferença entre os métodos é a sua exatidão. Ambos os testes podem funcionar apenas como métodos qualitativos, que indicam ou não uma gravidez. Para os dois casos, pode-se confiar, desde que sejam realizados corretamente. O exame de sangue é mais caro e exige a consulta com um médico para que seja solicitado, mas também pode ser um teste quantitativo, o que o coloca em uma posição melhor em relação ao teste de farmácia. O exame de sangue quantitativo não verifica apenas se há uma quantia de hCG no sangue que pode indicar gravidez, ele verifica qualquer presença mínima do hormônio, o que o torna mais preciso.

1 comentário

  1. Adriana (18/12/2015)

    “Os testes de farmácia são menos sensíveis, pois a quantidade de urina no sangue é muito maior que na urina.”
    Você quis dizer a quantidade de BHCG no sangue, no lugar de urina, certo?

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.