Quando Começar a Tentar Engravidar Depois de um Aborto

Como agir após um aborto espontâneo.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

Ao passar por um aborto espontâneo a mulher não apenas perde o feto, ainda em processo de formação, mas além de possíveis sequelas físicas existem as sequelas emocionais, pois  a mulher já criava esperança de receber o filho nos braços, a interrupção da gestação de forma inesperada, rompe com as esperanças criadas pela mulher, antes gestante.

gravidez pós aborto

Tempo recomendado

Quando falamos em tempo recomendado para voltar a engravidar fala-se, obviamente, no tempo de recuperação do corpo. Para tal, depende principalmente do tipo de problema que ocasionou o aborto, mas em geral é preciso três meses entre as gestações, para que o corpo e, principalmente, o útero sare. Contudo, apenas um médico com os exames corretos pode determinar se o corpo de uma paciente já está pronto para receber uma nova gestação.

Apesar do tempo ser melhor determinado por um médico, o corpo dá sinais, por exemplo a normalização da menstruação, o que indica que os hormônios já estão estabilizados, pois são eles que controlam a ovulação, a menstruação e que podem manter uma gravidez.

As perdas sanguíneas que ocorrem por causa do aborto costumam cessar em até uma semana depois do evento, caso demore mais do que isso, é importante procurar um médico. Essa perda de sangue causará fadiga, certamente, mas caso não haja grandes perdas de sangue é provável que o organismo se regule rapidamente e dentro de 2 a 4 semanas é provável ocorrer ovulação.

É possível saber se você está ovulando com técnicas que já postamos aqui. Assim, depois da ovulação em poucas semanas ocorrerá uma nova menstruação. Aparentemente, o corpo volta ao normal logo que isso ocorre. No entanto, é preciso ter cuidado, pois pode demorar mais tempo para que os hormônios de normalizem e, principalmente, não é possível saber o estado do útero apenas com base no retorno da ovulação.

As chances de ter um novo aborto quando o período entre a ocorrência de uma aborto espontâneo e uma nova gravidez é menor que o indicado aumenta cerca de 50%.

grávida de novo

Outros fatores

As mulheres que passaram por um aborto devem pensar no tempo até uma nova gestação como um amigo. O tempo que leva para se curar emocionalmente de um acontecimento tão brusco, embora natural, só depende da mulher. Muitas vezes é preciso não pensar em engravidar durante um bom tempo para se curar, se necessário, busque esse tempo. Quando chegar o momento certo de tentar uma gravidez novamente, estará preparada emocionalmente.

Por outro lado, para outras mulheres tentar uma nova concepção é uma ideia que não apenas afasta os problemas da última, mas também a deixa mais forte. Nesse ponto, volta-se aos cuidados físicos, pois uma mulher que teve um aborto espontâneo não deve voltar a ter relações imediatamente, para não comprometer ainda mais o útero. As relações sexuais podem provocar infecções.

Se não pretender engravidar imediatamente após a recuperação do corpo, é interessante utilizar anticoncepcionais, pois assim que o corpo percebe que não há gravidez, irá voltar a liberar óvulos, utilizar um inibidor pode ser uma das formas de dar tempo ao corpo.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.