Quais os Riscos de uma Gravidez Depois dos 35 Anos

Uma gestação tardia pode ser levada em segurança se souber previamente os problemas que poderá ter.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Problemas

O Milagre da Gravidez

Com o passar dos anos, a fertilidade feminina passa por muitas alterações, diferente dos homens que tem a sua fertilidade quase intacta por muitos anos além dos 35, tal diferença é devido a formação de gametas, ocorre de forma diferente. Um dos principais motivos para a fertilidade feminina diminuir é a reserva de ovócitos que se tornarão óvulos, que já entra em decadência a partir dos 25 anos, assim como a produção de hormônios de fertilidade, embora os efeitos da sua produção reduzida só comecem a aparecer, de fato, a partir dos 45 anos.

riscos da gravidez depois de 35 anos

Dificuldades para Engravidar

Além dos riscos que uma mulher corre para manter uma gravidez após os 35 anos, é importante que uma tentante dessa idade saiba que será mais difícil engravidar. A mulher tem menos óvulos e já é menos fértil nessa idade, estima-se que nessa idade há uma redução de 45% de chances de engravidar em relação a uma mulher de 25 anos. Após os 35 também é mais comum acontecer quadros de endometriose, uma inflamação das células do endométrio, no útero, que ocorre principalmente nas trompas, dificultando a liberação do óvulo e também a sua fixação em caso de fecundação.

Riscos para o Bebê

Uma gravidez tardia tem mais riscos de resultar em má formações, que envolvem principalmente o desenvolvimento errado do fato, devido a problemas nos cromossomos. Nesses casos, por exemplo, o nascimento de uma criança portadora da Síndrome de Down,  a trissomia do par 21, também é um risco maior. A partir dos 35 anos a taxa de nascimentos de filhos com a síndrome aumenta de 1 em cada 1250 crianças nascidas, para 1 em cada 400 crianças nascidas. Até os 50 anos esse risco pode chegar à 1 em cada 10 nascimentos.

Apesar do risco, a medicina preventiva é bastante avançada hoje em dia, existindo exames que fazem parte do pré-natal da gestante que podem detectar uma situação como a da Síndrome de Down com antecedência, assim a mãe pode começar o tratamento ainda durante a gestação para eliminar dificuldades no parto e dar sequência a tratamentos para a criança.

gravidez aos 35

Complicações Para a Mãe e Risco de Aborto

Alguns problemas da gestação após os 35 anos estão mais relacionados a saúde da mãe, por isso os médicos indicam que uma mulher que deseja engravidar com essa idade comece a fazer o seu pré-natal antes mesmo de engravidar, assim o médico já irá acompanhando o seu histórico de saúde. Os problemas que acometem mulheres acima de 35 anos grávidas não são exclusivos, pois os quadros podem se associar a diversos problemas, mas são mais recorrentes.

A ocorrência de diabetes gestacional em mulheres com  mais de 35 anos tem uma probabilidade 2 vezes maior de acontecer, nesse quadro a mulher desenvolve diabetes durante a gestação, que pode não existir mais depois do parto, mas é problemática para o mesmo. A diabetes gestacional é parecida com a diabetes de tipo 2 e ainda há mais chances de desenvolver o problema se a gestantes estiver com sobrepeso.

Outro risco é a Placenta Prévia, uma formação de placenta no colo do útero que pode cobrir todo o orifício do colo do útero, isso pode resultar em hemorragias durante o parto que podem colocar em risco a vida da mãe e do bebê. Quando a mãe tem mais de 35 anos a ocorrência desse problema é mais frequente, o dobro de vezes.

O risco te aborto está intimamente ligado aos problemas com pressão alta que uma gestação mais tardia pode ocasionar, pois tal problema se desenvolve ainda no primeiro trimestre de gravidez.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.