Proteínas Animais x Fertilidade

A sua alimentação pode influenciar seu sucesso na concepção.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

Somos o que comemos. A máxima popular, embora vulgar, não está errada: somos feitos das proteínas que ingerimos, além disso, elas são os principais nutrientes envolvidos nas realizações de muitas funções do ser humano e também a sua procriação, pois para deixarmos descendentes, precisamos do funcionamento correto de nossos órgãos reprodutores e do desenvolvimento das células germinativas, que necessitam principalmente de proteínas e também de gorduras, responsáveis pelos hormônios esteróides.

proteínas animais

Dieta da Fertilidade

O peso é sempre relacionado a infertilidade, no entanto, mesmo que a tentante esteja dentro do peso, é importante prestar atenção no que come, pois a ingestão de alimentos prejudiciais a fertilidade pode dificultar e aumentar o tempo para que haja a fecundação. Até mesmo a anovulação, a ausência de ovulação, pode se reverter com uma dieta balanceada. A dieta da fertilidade é baseada nos hábitos alimentares dos povos mediterrâneos, que foram pesquisados cientificamente e comprovou-se que tais povos tiveram e tem os hábitos alimentares mais saudáveis do mundo, influenciando sua fertilidade e sua longevidade.

No entanto, é aqui que algumas crenças e a ciência entram em embate, pois muitos alimentos vistos como ideais para incentivar a gravidez não o são, entre eles estão as proteínas de origem animal. Embora o corpo necessite de uma dose delas, a grande chave para o equilíbrio da dieta da fertilidade são as proteínas vegetais. O consumo das proteínas animais é realizado em menor quantidade e maior qualidade.

Além das proteínas, a mulher tentante deve fazer ingestão de vitaminas e minerais importantes na formação do bebê, para não ocorrer deficiência durante a gravidez, entre eles o zinco, a arginina, as vitaminas C, E, B12, o ácido fólico, que deve ser suplementado, e minerais antioxidantes, como o selênio.

Na Dieta da Fertilidade, alguns grupos são de consumo prioritário: os vegetais, cereais e frutas orgânicos; o azeite de oliva, que deve se tornar a principal fonte de gordura; deve-se fazer baixo consumo de lacticínios, mas quando haver, escolher produtos com menos gordura e açúcar; as proteínas animais derivadas de carne branca, principalmente, são prioridade os ovos e o peito de frango, mas a ingestão de carne suína também é necessária, na escolha de peixes, dê prioridade àqueles de alto valor nutritivo, tais como o salmão; o consumo de vinho e suco de uva orgânica, regularmente, também é condicionante a fertilidade, devido as suas propriedades antioxidantes.

teste positivo de gravidez

Eliminando o Carboidrato para Ficar Grávida

As dietas de baixo carboidratos estão sempre ligadas, nas nossas cabeças, a perda de peso. Não é indicado perder peso durante a gravidez, portanto, descarte dietas como a Atkins ou outras dietas famosas. Quando eliminamos carboidratos da nossa dieta, o metabolismo utiliza toda a sua reserva e por isso perdemos peso, principalmente perdemos água. Não perdemos gordura no primeiro momento, que em geral é a causa do sobrepeso na gravidez, pois o organismo armazena gordura.

Assim, a privação de carboidratos enquanto se tenta engravidar além de fazer correr o risco de se privar de nutrientes importantes ligados aos carboidratos, como os cereais, que possuem fibras e vitaminas essenciais, ainda pode fazer com que o corpo tenha uma baixa reserva de gordura durante a gravidez, pois após o esgotamento dos carboidratos, passará a utiliza-la como reserva energética. Além disso, os ácidos graxos, componentes das gorduras, são essenciais para a produção de hormônios como a testosterona.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.