Hormônios para Engravidar

A baixa hormonal pode ser a causa de sua infertilidade, conheça a importância dos hormônios para a reprodução.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

Os hormônios são um dos tipos de resultados que as reações químicas realizadas pelo nosso corpo nos dá, são substâncias químicas que estimulam o corpo a certos comportamentos, como um código que passa informações e instruções à células. Assim, são os hormônios os coadjuvantes de muitos processos protagonistas em nossas vidas, controlando o metabolismo e através dele as funções de muitos tecidos e órgãos, o crescimento e desenvolvimento de partes e ciclos do nosso corpo.

Associando o papel dos hormônios nas principais atividades desenvolvidas pelo corpo não é difícil perceber que eles também possuem uma grande importância no processo reprodutivo. Essa associação não só está correta como poderíamos dizer que sem hormônios não haveria reprodução humana. Essa sentença não está errada, pois são os hormônios os responsáveis por estimular as células e por “enviar avisos” ao nosso corpo, que indicam quando é necessário produzir mais de algo ou menos. O melhor exemplo disso é o ciclo ovariano.

hormônios

As mulheres já nascem com as células germinativas que se tornarão ovários, porém, é preciso de hormônios que estimulem o seu amadurecimento, até que um óvulo seja formado, e então outro hormônio avisará o organismo que está na hora de sua liberação. Após a concepção também é papel dos hormônios garantir que o organismo segure o embrião, que se tornará um feto.

Hormônios Reprodutivos Femininos

A progesterona é conhecida como a substância hormonal mas feminina de todas. Não é por pouco que o hormônio tem essa “fama”, pois está diretamente relacionado a todos os processos reprodutivos da mulher, estando presente em suas vidas desde a puberdade. A progesterona é produzida no corpo lúteo, que é o ovário depois da liberação do óvulo – da maturação dos folículos, quando o ovário é liberado o organismo começa a produzi-la para garantir que o corpo segure o embrião, se houver fecundação.

A progesterona age na preparação para a maternidade, pois não apenas é importante no processo de reprodução, mas também durante a gestação e posteriormente durante a lactação. Muitas mulheres podem apresentar um nível baixo de progesterona, o que pode provocar amenorreia, a não-menstruação, e infertilidade.

Antes de produzir a progesterona, quando o corpo lúteo ainda é um folículo, há nesse mesmo órgão a produção de estrógeno, que também é um hormônio feminino. Na puberdade é o estrógeno o responsável por dar caracteres sexuais secundários as mulheres, tais como o crescimento das mamas.

pílulas hormonais

Dosagem de Hormônios para Ajudar a Engravidar

Uma reposição hormonal ou suplementação pode ser uma ideia viável em alguns casos de tratamento de infertilidade. Os médicos podem dar a paciente suplemento de progesterona, que é importante na preparação do útero e do corpo como um todo para a gestação, de estrógeno a depender do caso, ou ainda outros hormônios.

No caso de Estimulação Ovariana, para induzir o ovário a produzir mais de um óvulo por ciclo, utiliza-se o hormônio Folículo Estimulante, o FSH, a resposta pode demorar até seis meses. O exemplo da estimulação ovariana é o mais tradicional, por ser um método mais popular, mas é preciso tomar muito cuidado para manter níveis seguros, por isso o método só é utilizado quando a deficiência hormonal impede uma gravidez.

1 comentário

  1. Bia Lima (15/01/2016)

    Esses hormônios são muito caros? Existe em comprimidos?

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.