Gravidez Química

Conheça o termo e o que fazer em caso de gravidez química.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

A ideia de uma gravidez química parece inconcebível, mas quem já passou pelo problema sabe que é possível e que pode ser bem trágico se a sua condição é de tentante. A gravidez química consiste em um quadro que ocorre quando a mulher fica apenas poucos dias grávida e logo tem um aborto espontâneo, na maioria das vezes quem passa por isso só sabe da gravidez quando ocorre o aborto.

gravidez química

Como Saber se Tive uma Gravidez Química?

Uma maneira de saber se o que aconteceu foi uma gravidez química é a mulher ter realizado exames de gravidez e obter resultados positivos, no entanto ter sua menstruação no dia certo ou com poucos dias de atraso. Assim, os testes que ela realizar após a menstruação terão resultados negativos. Outro sintoma é que o sangramento pode ser mais intenso do que o comum e durar mais de cinco dias.

No sangue menstrual pode conter resíduos do embrião, por isso a intensidade aumenta. Na maioria dos casos não há dor ou sintomas associados a gravidez, pois o problema ocorre ainda nos primeiros dias, então é difícil prever uma gravidez química, a não ser que se realize exames adicionais.

Como Tratar uma Gravidez Química?

Poucas mulheres percebem que tiveram uma gravidez química, mas as que percebem, em geral, já estavam muito atentas ao ciclo menstrual e ao resultado de exames de gravidez, por estarem tentando há muito tempo ter um bebê, na grande parte dos casos, o que torna a experiência ainda mais traumática.

Não há o que fazer senão procurar com quem falar e se acalmar sobre o assunto, é comum levar a culpa para dentro e adotar que a perda do bebê foi por descuido próprio. É preciso se livrar desse mal-estar para seguir em frente, e para se recuperar desse trauma acompanhamento de pessoas queridas é essencial.

teste de gravidez

Além do estado emocional, é preciso lidar com o físico. Se você suspeita de ter uma gravidez química, leve os exames a uma médico e peça uma nova verificação, caso tenha passado por algum sintoma estranho ou menstruado na data correta. Se houve gravidez química os níveis de HCG terão se estabilizados e se mostraram normais. Também é importante verificar junto ao médico se o aborto foi completo, pois resquícios do embrião que estava se desenvolvendo podem ficar no útero e ser prejudiciais para a mãe e para um futuro feto de outra gravidez.

Os resíduos devem ser retirados através de curetagem e dilatação, o médico fará exames para distinguir a condição e o que deve ser feito. Em ambos os casos, utiliza-se anestesia geral e o útero é dilatado para remover os restos do embrião, também é feita uma raspagem das paredes do útero, deixando-as limpas para outra gravidez. Com esse procedimento também pode-se determinar a causa do aborto ou se houve alguma anormalidade fetal.

Depois do procedimento de limpeza do útero, a paciente pode sangrar por alguns dias, mas nada que seja perigoso. Pode também haver cólicas. O importante depois de um caso como esse é aguardar pelo menos 6 meses para tentar uma nova gravidez, para que o útero se recupere.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.