Exames Necessários para as Tentantes

Confira alguns dos exames que são importantes para uma futura gestante

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

Ao decidir engravidar é essencial que uma mulher procure um médico, a necessidade de se fazer exames e prever problemas que possam afetar a gestação é a justificativa para essa insistência quanto à atenção das tentantes à sua saúde. Obviamente, estar com a saúde em perfeitas condições não deve ser um fator limitante para realizar o sonho de ter um filho, pelo contrário, deve se utilizar do sonho para mudar hábitos e adquirir outros que possam ajudar durante a gravidez. Confira alguns dos exames que  são importantes para uma futura gestante.

Papanicolau e outros exames ginecológicos

Mencione para o seu médico a data do seu último exame papanicolau, pois durante a gravidez não se faz esse exame, tão importante para o controle da saúde uterina da mulher. Após o nascimento da criança ainda se espera cerca de seis meses até ele voltar a ser realizado, assim fazer o exame antes de engravidar pode ser uma boa alternativa.

Há outros exames ginecológicos que podem ser requisitados, como o ultrassom vaginal, ou ainda outros que ajudem a detectar a presença de bactérias que não apresentam sintomas mas podem ser prejudiciais para o bebê.

Exames de urina

Teste de Urina

Como as infecções no trato urinário se associam com problemas de aborto espontâneo precoce, não estranhe se seu médico lhe solicitar  um exame de urina. As infecções urinárias também podem refletir no nascimento de crianças com baixo peso ou ainda em partos prematuros.

Hemograma

Um hemograma completo é um exame de rotina para muitos e é comum que se peça um para mulheres que pretendem engravidar. Nesse exame é possível saber se algum indicador de sua saúde está alterado, como a baixa de linfócitos, aumento de glicose, a anemia, ou outros problemas menos comuns mas que também podem acarretar transtornos durante a gravidez.

O aumento da glicose no sangue deve ser controlado por quem deseja engravidar, pois os quadros de diabetes mellitus gestacionais não são tão incomuns e podem levar a partos precoces. A anemia, caracterizada pela diminuição de hemoglobina nas hemácias, pode causar abortos espontâneos.

Vacinas

Vacinas

As vacinas não são um exame, mas são uma método de prevenção. Se houver a necessidade de tomar alguma delas, como a vacina para a rubéola, doença que pode afetar a visão do bebê, será detectada no exame de sangue. No caso de tomar a vacina, a mulher será orientada a quanto tempo deverá aguardar para tentar engravidar, pois é preciso esperar o organismo reagir completamente a vacina, para que reações não incidam sobre o feto, causando problemas gestacionais.

As vacinas mais comuns de se pedirem são a antitetânica, hepatite B e contra a catapora.

Problemas de Saúde Prévios

Quando a tentante tem problemas de saúde anteriores a gestação, que necessitam de tratamento, é comum os médicos orientarem a mudança de tratamento, a depender dos métodos utilizados.  Mesmo que você não faça tratamentos, marcar uma consulta com o médico pelo menos três meses antes de engravidar é uma ótima decisão, pois assim lhe dará tempo suficiente para tomar vacinas, fazer exames e utilizar remédios, se necessário.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.