Como Ter um Bebê do Sexo Desejado?

Conheça dicas que podem te ajudar a conceber um bebê do sexo escolhido

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Dicas

O Milagre da Gravidez

A decisão de ter um filho é daquelas que nos fazem pensar em muitas coisas, inclusive em como será o aguardado bebê. Há sempre aquela conversa entre amigos sobre qual é a preferência da mãe ou do pai, embora no fundo saiba-se que independente do sexo a criança será bem vinda. Apesar de conversarmos muito sobre isso – há muitas pessoas que cresceram sonhando em criar uma menina ou um menino, a decisão final é da natureza.

O Que Define o Sexo de uma Criança?

Menino ou Menina?

O sexo de um feto é definido pelos cromossomos sexuais dos pais, como se sabe o sexo feminino é formado por um par de cromossomos X e o sexo masculino por um cromossomo X e um Y. Com o encontro dos gametas dos pais há a troca de informação gênica e o sexo já está definido naquele momento, há estudos, no entanto, que ainda acreditam na hipótese dos espermatozoides carregarem mais de um alelo e assim, ser possível mais de uma combinação gênica no momento da fecundação. O mesmo estudo acredita que homens herdam características dos seus pais, logo, se ele teve muitos irmãos é provável que tenha mais tendência a ter filhos e se teve muitas irmãs, tenha maior tendência a ter filhas. Ambas as hipóteses ainda estão em processo de comprovação.

Influenciando a Natureza

Como dito, a decisão sobre o sexo do bebê é puramente natural. Mas, é possível influenciar o encontro dos genes, segundo algumas ideias difundidas há anos e que, embora a maioria não tenha comprovação cientifica, têm dado resultado à casais em todo o mundo. Algumas teorias giram em torno de questões físico-química, como a resistência e velocidade dos espermatozoides.

Para saber mais sobre essas ideias consulte um médico ou livros sobre o assunto antes de decidir engravidar, algumas ações a longo prazo podem influenciar mais do que se imagina.

Quero Ter um Menino

Os espermatozoides que carregam o cromossomo Y tendem a ser menos propensos a sobreviver em meios ácidos, assim, uma regulagem da acidez do canal vaginal pode ajudar a dar mais chances de sobrevivência a eles. Essa regulagem é feita naturalmente, mas depende de fatores como a alimentação feminina. O muco vaginal, que auxilia na lubrificação durante a relação, também controla a sua acidez. Uma forma de influenciar a sobrevivência dos espermatozoides masculinos é fazer uma ducha com bicarbonato de sódio após a relação, tornando o pH vaginal mais alcalino.

Ou seja, os gametas com o cromossomo Y são menos fortes em meio ácido, que é o meio natural da vagina, no entanto são mais rápidos. Assim, ter relações no dia da ovulação garante mais chances de um gameta carregado com Y atingir o óvulo. As posições sexuais em que a penetração ocorre de forma profunda também dão mais chances aos gametas masculinos.

Escolhendo o Sexo do Bebê

Quero Ter uma Menina

Para se ter um menino é preciso buscar métodos de dar mais chances aos espermatozoides que contenham o cromossomo Y, para se ter uma menina são é preciso dar aos espermatozoides X tantas chances, pois como são mais fortes para a sobrevivência em meio ácido eles podem aguentar mais dias até a ovulação – os gametas tendem a sobreviver até três dias depois da relação, se uma relação não tem penetração profunda, embora os gametas com cromossomo Y sejam mais rápidos, os X tem mais chances de sobrevivem até encontrarem o óvulo.

Em relação ao pH, substituir a ducha alcalina por uma ducha ácida – com vinagre de maçã, por exemplo, irá matar mais rapidamente as células com cromossomo Y, lhe trazendo maiores chances de conceber uma menina.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.