Azoospermia

Entenda a azoospermia e seus meios de tratamento.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Problemas

O Milagre da Gravidez

A azoospermia se caracteriza pela ausência de espermatozoides no sêmen, é uma das principais causas da infertilidade masculina e pode acontecer de duas maneiras: a azoospermia obstrutiva e azoospermia não obstrutiva. Na primeira, uma obstrução pode impedir a passagem os espermatozoides e na segunda, eles nem chegam a ser produzidos. Como a maioria dos casos de infertilidade, a detecção da infertilidade masculina é mais rápida que a feminina, pois com apenas um exame é possível chegar a vários resultados.

azoospermia

Diagnóstico da Azoospermia

A azoospermia é detectada a partir do exame de espermograma, sendo que o positivo para a doença é não detectar a presença de espermatozoides no sêmen. No entanto, o diagnostico somente é dado após a realização de um novo exame, que em geral é realizado em um laboratório mais especializado em reprodução humana, visando diminuir os erros, dado a gravidade do problema. A doença também pode ser confundida com uma ejaculação reversa, o que ocorre quando o líquido seminal vai para a bexiga, mas é possível detectar o problema analisando a presença de espermatozoides na urina. Após detectada a azoospermia, realizar-se-ão exames para definir que variação da doença é.

Azoospermia Obstrutiva

Esse diagnóstico é um dos mais animadores, pois quando não há problema na produção dos espermatozoides, o tratamento se torna muito mais prático. Quando esse tipo de azoospermia é detectado significa que o canal de passagem está obstruído. Esse quadro pode derivar de vários motivos, uma inflamação genital que levou ao fechamento do canal condutor, fibrose cística – uma doença genética, o portador nasce sem os canais e a vasectomia, cirurgia reversível.

O tratamento da azoospermia obstrutiva é cirúrgico, assim como para o procedimento de reversão de uma vasectomia, faz-se uma microcirurgia objetivando a desobstrução dos canais seminais, o que resolve facilmente o problema. O período de recuperação é muito rápido. A principal cirurgia para esse caso é a vasoanastomose microcirúrgica, que desobstrui os vasos deferentes.

exame de esperma

Azoospermia Não-Obstrutiva

Esse é um quadro mais grave da doença, pois quando não ocorre obstrução a azoospermia existe pela incapacidade de produzir gametas. Esse quadro pode variar na causa, pois pode ser uma condição genética, como ocorre nos portadores da Síndrome de Klinefelter – indivíduos que possuem diploidia do cromossomo X, apresentando genótipo sexual XXY, que interfere no desenvolvimento das gônadas; a falta de produção dos espermatozoides também pode derivar de um trauma posterior e ainda da variocele, doença que aumenta a temperatura dos testículos. Há também a criptocemia, que impede que um dos testículos desça para a bolsa escrotal, que pode influenciar na produção de espermatozoides.

Nesse caso, é realizado, na maioria dos casos, obtenção de espermatozoides por técnicas de biópsia testicular. Quando são encontrados alguns indivíduos, faz-se uma conservação. Também pode haver aspiração intracutânea para obter espermatozoides. Em ambos os casos, retira-se os mesmos e utiliza-se a técnica de fertilização intracitoplasmatica para a fecundação.

Quando não há nenhum espermatozoide nas gônadas do paciente, é necessário optar por uma inseminação artificial com auxilio de doador anônimo. Esses casos não possuem tratamento, visto que são problemas, em geral, genéticos.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.