Adoção: Como Saber se Você Está Pronta para Adotar

A adoção é uma causa admirada, mas para criar uma criança é preciso ponderar muitas questões.

Artigo publicado por Juliane Freitas nas categorias: Comportamento, Dicas

O Milagre da Gravidez

Quando casais passam muito tempo tentando engravidar, a adoção começa a ser questionada por alguma das partes, sobretudo se percebem que essa iniciativa é uma necessidade, frente ao tipo de problema que possam enfrentar para engravidar. A decisão é sempre acompanhada de muitas perguntas: será que isso é o melhor para nossa família? Será que estamos prontos? Conseguirei dar a ela o mesmo amor que a um filho biológico?

As emoções que envolvem a decisão são, muitas vezes, até mesmo contraditórias, mas essa contradição é necessária e esperada para que o processo seja realizado com certeza pelas partes, para ajudar a lidar com essas emoções atualmente existem grupos relacionados com instituições de adoção, juizados de menores, em que os candidatos a uma adoção podem frequentar antes de entrar no processo de adoção, para se apoiarem uns aos outros e aprendem sobre a questão.

adoção de bebê

Não existe certo ou errado ao tomar decisão de adotar uma criança, mas há uma série de considerações que devem ser feitas por quem ainda está na dúvida sobre o assunto, é sobre elas que discorreremos, para guiar quem ainda tem dúvidas.

Motivos para Pensar Melhor sobre Adotar

Vontade de ter filhos; de ser pai:

para muitos, a vontade de ser pai é algo inerente a vida humana, já que o processo de reprodução também é. Mas não é bem assim, muitas pessoas se sentem preparadas e motivadas a ensinar uma criança e caminhar junto com ela desde sempre, mesmo quando não tinha a intenção próxima de ter filhos. Se for o seu caso, converse com outros que passaram pela experiência de adoção e de criação, o amor é tudo que uma criança precisa inicialmente de um família.

Casamento que vai mal:

principalmente se a causa do casamento ir mal é a dificuldade pra engravidar, o casal pode pensar que uma criança, mesmo adotada, resolveria seus problemas. Se os problemas entre o casal surgem com a dificuldade pra engravidar, talvez esse não seja o motivo para os desentendimentos, mas uma faísca que traz a tona os problemas reais. Uma criança precisa de um ambiente saudável e harmonioso para se desenvolver, além disso, mudam completamente a dinâmica de uma casa e consequentemente a do casal.

Surgiu a oportunidade:

sim, principalmente em países como o Brasil, com uma grande população pobre é comum que as vezes apareça alguém com um “bebê disponível” frente às dificuldades de criá-lo e que o ofereça a alguém que tenha uma posição social melhor, mas estar em um bom momento financeiro não é o suficiente pra criar uma criança. Além disso, o processo de adoção não-legal pode causar complicações jurídicas depois e até mesmo pode ser necessário “devolver” a criança.

Problemas de fertilidade:

Sim, essa é provavelmente a principal razão pela qual alguém decide adotar, mas hoje em dia, muitos tratamentos tornam viável que casais com problemas de fertilidade tenham filhos, a adoção pode surgir como uma medida desesperada e isso não é bom nem para as crianças, nem para os pais.

“Nos sentimos prontos para adotar”

adoção de criança

Se você e sua família realmente se sente pronta para entrar em um processo de adoção, a primeira coisa a fazer é pesquisar sobre como eles funcionam, você pode até mesmo procurar um advogado ou o juizado apenas para se informar.

Com as informações compreendidas, para entrar na lista de espera por uma criança é preciso comparecer a um fórum de sua região com documento de identidade e comprovante de residência, a partir daí lhe darão informações especializadas para o seu processo, incluindo de como fazer o Cadastro Nacional de Adoção, exigido pela legislação brasileira.

Comente!




*Campos obrigatórios

Os artigos desse site contém informações baseadas em pesquisas, estudos, consultas, experiências pessoais e livros. Deve-se sempre consultar um médico antes de tomar qualquer medida.